Porque os provedores querem colocar limite na internet fixa?

0
249

Olá pessoal,

Vou compartilhar com vocês a minha visão e opinião sobre os motivos que estão levando os maiores provedores de internet do brasil a limitarem e colocarem uma franquia no acesso à internet fixa.

Primeiro gostaria de esclarecer que sou Gerente técnico de um pequeno provedor de internet no interior de São Paulo e nosso slogan é Navegue sem Limite, por isso irei passar não só a visão de um consumidor final mas de um gestor de uma empresa de telecomunicações que de certa forma se beneficiária com a aprovação deste limite mas por que não o fazemos, continue lendo.

O problema é a infra-estrutura?

Acredito que este seja o principal problema e o que está levando os maiores provedores a tomarem esta decisão, devido ao crescimento do número de casas com acesso a internet e a expansão da fibra ótica onde muitos querem velocidades cada vez mais altas fazem com que o investimento na infra-estrutura não acompanhe este crescimento.

O maior problema hoje no Brasil são os backbones (em resumo são onde ficam as conexões do brasil com outros países), como temos poucos cabos submarinos ligando nosso país à outros isso faz com que tenhamos um limite na quantidade de dados que é possível passar por eles, como não é fácil nem é barato passar um cabo de gigantesco de um país ao outro e prevendo a chegada à este limite as empresas estão se antecipando e resolvendo limitar a banda enquanto não resolvem esta grande e cara questão.

Também tem a questão que grandes provedores estão ofertando cada vez velocidades mais altas (100… 200 e até 300 megas) a valores acessíveis (se comparados a outras ofertas de velocidade de provedores menores), mas onde está a mágica? como conseguem entregar tanta velocidade por um preço relativamente baixo?

Acontece que todo provedor vende mais internet que possui disponível, pois todos os clientes não utilizam ao mesmo tempo, desta forma a internet que você contrata para sua casa é considerada “compartilhada”, ou seja, você não tem garantia que irá receber sempre 100% da velocidade contratada, isso é normal e não é pra prejudicar ninguém, é que se fosse garantido 100% da velocidade o tempo todo o valor a ser pago seria muito maior, sendo assim as grandes teles te vendem por exemplo um plano com velocidade de 100 megas que chega até o PTT mais próximo (ponto de troca de tráfego) lá você tem conexão direta com facebook, google, youtube, netflix, etc e assim acessa estes conteúdos com rapidez, agora quando precisa acessar outros conteúdos que não estão no PTT aí que é o problema, sites que estão hospedados fora do brasil ou fora do PTT costumam ficar bem lentos, normalmente a velocidade de acesso a estes conteúdos é bem mais baixa, por exemplo só 10 megas dos 100 que você contratou, isso ocorre por causa dos backbones que falei acima.

Colocar uma franquia na internet é um problema?

Depende da quantidade da franquia, em tempos de vídeos em alta que consomem muita banda um limite mínimo e razoável (hoje) seria na faixa de 100 gigas para velocidades iniciais, a NET por exemplo já pratica em seus contratos esta franquia de dados há muitos anos e normalmente 80% dos clientes não ultrapassam o limite e os que ultrapassam normalmente eles nem reduzem a velocidade, porém aqueles que utilizam muito, por exemplo 300% da franquia estes sim estão sujeitos a redução, isso é uma proteção da rede, pois como disse é considerado que nem todos os clientes utilizam ao mesmo tempo e se você está conectado em uma rede onde tem um cliente que tem por exemplo 100 megas e tem um computador que fica 24horas ligado baixando filmes e jogos com certeza irá atrapalhar a sua conexão de 10 megas que você só usa a noite, por isso se tiver um limite real para nossa realidade hoje o limite só vai prejudicar quem abusa da rede.

Isso é ganância das empresas de telecomunicações?

Em partes é pois deveriam investir mais na infra-estrutura e talvez não ofertar velocidades muito altas sem ter capacidade para isso, pois quanto mais alto a velocidade ofertada mais a infra-estrutura fica sobrecarregada (roteadores, switchs, cabos, servidores e muitos outros elementos da rede).

Mas se consideramos de uma maneira geral este limite pode proteger o cliente que faz sua utilização normal (isso vale para mais de 80% dos clientes)

Por que o governo não fica do lado dos consumidores?

Pra dizer a verdade o governo não deveria regulamentar vários assuntos, toda vez que o governo interferir quem vai pagar a conta é o consumidor, por exemplo, se o governo aprovar o limite da internet com uma franquia baixa irá prejudicar à todos, se o governo não aprovar e obrigar as operadoras a não imporem limites também vai prejudicar, pois elas serão obrigadas a subir seus valores e assim quem usa pouco vai pagar por quem usa muito, no final quem sempre vai pagar o pato é o consumidor.

Na minha visão o governo não deve regulamentar nada nesta questão, deixe o mercado livre e quem tem o poder na mão de decidir é o consumidor, se a operadora que ele usar tiver um limite e for baixo ele pode mudar para outra com limite maior ou que não possui limite, mas aí você pensa mas se todas as grandes operadoras colocarem uma franquia baixa pra onde vou? simples, pequenos provedores, em toda cidade do brasil tem provedores que antigamente eram via rádio e estão migrando para fibra ótica, estes pequenos provedores que estão crescendo e tirando o monopólio das grandes teles, eles serão a alternativa.

Como é nos outros países?

Quando vem estes assuntos de internet todo mundo diz, mas lá nos estados unidos eles tem conexão de 100 megas e pagam $ 50 dolares por mês e aqui temos 2 megas e pagamos R$ 100 reais, a verdade é que mesmo em outros países também existem franquia de dados e também existem velocidades altas e baixas, normalmente as velocidades mais altas são oferecidas nas grandes cidades e aqui no brasil temos várias empresas ofertando grandes velocidades a um preço acessível.

Netflix é a razão?

Todo mundo acha que as operadoras estão fazendo isso pra barrar o netflix, eu acredito que sim e não, pois vamos parar pra pensar: muitas pessoas assinam internet hoje justamente por causa do netflix, se eles limitarem o acesso à ele muitos vão cancelar a internet, ou seja, é um tiro no pé, é como as operadoras de celular quererem bloquear o whatsapp sendo que o cliente só coloca internet no celular justamente pra usar o whatsapp.

As teles estão perdendo assinatura de TV por causa do netflix? não, estão perdendo assinantes pois estamos enfrentando uma crise e os valores cobrados na tv por assinatura são muito altos, por isso a pessoa prefere cancelar e aumentar a internet e assistir netflix, youtube, mega videos, etc. Também tem uma questão de mudança de hábitos, ninguém mais vai a locadora, assim como muitos não vão mais ao cinema e muitos não querem mais ficar esperando aquele dia e horário pra assistir o que desejam, eles preferem assistir o que desejam na hora que quiserem e o netflix proporciona isso.

Resumindo:

Enfim, vejo muitos comentários de consumidores lutando contra o aumento, dizendo que o governo tem que impedir, etc, tem que ser bem avaliado este assunto pra não ser prejudicado no final, eu ainda acho que com um limite justo é possível convivermos em paz com as operadoras, ou então elas podem ofertar velocidades mais baixas sem limite, enfim, também podem colocar uma redução razoável, por exemplo, se ultrapassar o limite você fica com metade da banda contratada, não vai ser o fim do mundo.

Vamos acompanhar e ver o que vem por aí, como disse na empresa no qual sou gerente não temos intensão de limitar a banda do cliente, porém oferecemos velocidades reais que nos permitem não precisar recorrer a este método, se oferecermos velocidades muitos altas com certeza precisaríamos recorrer a este tipo de limite pra não penalizar a todos os clientes.

Enfim, use o necessário pois nada na vida é realmente ilimitado, tudo tem que ter um limite, afinal só temos 24 horas por dia, isso já um limite!

DEIXE UMA RESPOSTA