Não é NET, mas é Tipo Net

0
402

Olá pessoal,

Essa semana vou falar sobre a NET, seus produtos, serviços, cabeamento, etc. Na imagem uma brincadeira com referência a propaganda da empresa “É tipo Net”.

Bom, primeiro assistam a entrevistada dada pelo presidente da NET José Felix durante a ABTA 2012 onde ele aborta vários assuntos.

Agora vou comentar um pouco:

Principal necessidade:
Quando o presidente da NET diz no vídeo acima que a principal necessidade de muita gente no Brasil não é a Banda Larga acho que está terrivelmente enganado, o número de acesso à internet residêncial tem crescido diariamente, hoje em dia praticamente ninguém mais utiliza a internet discada (e olha que o governo está querendo implementar a internet discada via 0800, dá pra acreditar?), e como a NET, Speedy ou similar não chega a muitos locais acaba abrindo espaço para os provedores via rádio, sendo que muito deles cobram valores semelhantes a um acesso da NET por uma velocidade e qualidade reduzidas, fora os “gato net’s” que revendem internet feita para usuário final. Eu mesmo já vi casos onde a pessoa deixa cortar a energia, pega emprestado do vizinho mas não deixa cortar a internet.

Cidades a serem Cabeadas:
Acredito que a NET ao escolher uma nova cidade a ser cabeada leva vários aspectos em consideração, dentre eles: renda, concorrência, inadimplência, tamanho da cidade, proximidade de cidades já cabeadas para facilitar manutenção, suporte, banda disponível, etc. Aqui na minha região onde já tem NET ela ampliou seu cabeamento para alguns condomínios e percebemos que esta é uma tendência da NET, levar seus serviços para prédios e condomínios fechados e se você der sorte de estar no caminho pode ser beneficiado.

Gato de TV:
A mentalidade da NET é que os clientes de baixa renda ao ter disponível o serviço da NET em sua rua vão fazer gato do serviço de tv, porém vejo muito mais pessoas que realmente tem condição de pagar pelo serviço fazendo gato e procurando meios de economizar ou não pagar pelo serviço de tv.

Cabear onde não chega NADA:
Acho que operadoras como a NET deveriam iniciar ou expandir seu cabeamento em lugares onde não chega nenhuma outra internet de qualidade, normalmente eles cabeiam o centro da cidade e locais onde já tem outro tipo de internet (adsl ou mesmo cabo), acho isso uma inversão de valores, afinal eles vão ter que brigar com empresas que já oferecem serviços semelhantes, agora se foram para localidades onde não tem nenhuma concorrência a altura simplesmente vão ter uma aceitação muito grande.

Serviços de Qualidade:
Quem assina ou já foi assinante da NET sabe que ela tem qualidade, apesar de não ser 100% o seu serviço em geral é muito bom, com ótima velocidade, preço e recursos, compare o mesmo a serviços do Vivo Speedy (antiga telefonica), internet via rádio ou a cabeamento de pequenas empresas e verá que a diferença é muito grande. Acredito que a única que pode concorrer realmente com a NET seria a GVT mas a mesma só costuma atender grandes capitais e cidades onde já tem NET.

Enfim, como consumidor espero que a NET esteja atenta ao mercado, sabemos que é uma grande corporação dirigida por acionistas que só visam lucratividade, mas acredito que muitas cidades e bairros merecem receber o cabeamento e vão ter um retorno muito maior do investimento. Poderiam inclusive fazer como a Google fez nos Estados Unidos ao lançar sua Banda Larga, criaram um site onde o cliente entrava e registrava seu interesse pagando uma taxa de $10 doláres (para evitar falsos interesses) e a localidade com o maior número de interessados seria a primeira a receber a sua banda larga.

Bom é esperar e ver o que o futuro nos reserva com essa expansão de 40… a 50 cidades da NET.

Abraço até a próxima.

DEIXE UMA RESPOSTA